terça-feira, 21 de julho de 2009

A importancia de um catering de qualidade

Uma das tarefas mais importantes dentre as funções de um gestor de arenas, é a de definir qual o parceiro (ou parceiros) ideal para a exploração das áreas de alimentação do equipamento.
Nas arenas mais modernas, essas áreas apresentam características distintas de público-alvo, e consequentemente de cardápios e investimentos.
Existem os pequenos quiosques com venda exclusiva de bebidas, bares pequenos ou médios que incluem a venda de snacks e fast food, restaurantes à la carte, e os serviços de buffet, tanto para camarotes quanto para eventos variados. Portanto, definir a estratégia de alimentação e o parceiro correto é fundamental nesse segmento, que é dos mais rentáveis para o proprietário da arena.
E ter um bom serviço de catering é tão importante, que se for o contrário os problemas podem ser enormes.
Um bom exemplo é o que aconteceu no início do mês em relação ao novo Yankee Stadium, em NY.
Um grupo de frequentadores inconformados com a má qualidade da comida servida nos bares do estádio, criaram um blog-crítica sobre o assunto que tem causado grande dor de cabeça aos gestores da arena.
O blog tem um slogan. "Poupe seu dinheiro e traga comida de casa".
Elege inclusive uma espécie de "Top Five" dos piores pratos do mês, avaliando os sanduíches (sempre muito mal, claro), indicando quais as franquias responsáveis pelos desastres, localização dentro do estádio, e sempre com textos contundentes do tipo "o molho deste sanduíche é péssimo, não seja tolo em comer isso" ou "esse é um verdadeiro desapontamento".
Se o cardápio ainda não melhorou, o responsável pela área de franquias, Joe Swanski, está sob fogo cerrado. Contatado por alguns dos integrantes do blog, alegou desconhecer os problemas e prometeu providencias junto a empresa vencedora da licitação a Legends Hospitality Management.
O blog termina com a seguinte recomendação após a lista dos "Top Five":
"Nós recomendamos que você fique longe, o mais longe que puder, dessas opções de menu na sua próxima ida ao novo Yankee Stadium".
Muita gente vai perder seus empregos.


1 Comentários:

Às 22 de julho de 2009 17:10 , Blogger Thiago disse...

Tema muito interessante, e devidamente ignorado pelos nossos queridos "cartolas" ...

A realidade nos estádios cariocas é a pior possível, além de não oferecer opções, tudo está absurdamente inflacionado e a qualidade é a pior possível.

Acho que uma solução simples seria trazer a alimentação "de rua" para dentro dos estádios, com as mesmas "barraquinhas" que fazem sucesso em portas de universidades, e até de estádios, pelo menos para atender as arquibancadas. Com um menu mai popular e de preços mais acessíveis para estimular o consumo no matchday. Penso que os clubes poderiam talvez ter uma participação mais direta, não terceirizando o serviço por completo.

Tive a oportunidade de assistir partidas no estádio Vicente Calderón, em Madrid e no Chaban-Delmas em Bordeaux, que são estádios do nível brasileiro para baixo, e é mais ou menos nesse sentido que funciona esse serviço nas arquibancadas dos dois.

Thiago Almeida.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial