terça-feira, 18 de agosto de 2009

O poder da jogatina

Já mencionei em post anterior, as preocupações crescentes em relação a origem do capital que inunda o futebol europeu, especialmente na Inglaterra. Entre outras fontes, uma das mais preocupantes é a advinda das apostas. Os torcedores apostam, os jogadores apostam, dirigentes apostam, árbitros apostam, e as empresas de apostas se multiplicam e tornam-se cada vez mais poderosas.
Aqui no Brasil os jogadores parecem cada vez mais seduzidos pela jogatina. Apostam fortunas em carteados privados e em sites de apostas. O sinal amarelo está ligado.
Essa semana, a Betfair fechou patrocínio com o Manchester United. A Bwin estampa sua marca em camisas ilustres. A Espanha, com futebol de orçamentos irreais e mirabolantes, e após a retração do mercado, abraçou de vez a jogatina. Viraram tábua de salvação. Olhem a lista abaixo.

Real Madrid = Bwin
Valencia = Unibet
Sevilla = 12Bet
Espanyol = Interapuestas
Atlético de Madrid = Finland`s Paf
Castelldefels = Sportingbet`s Miapuesta

A 888, outra gigente do setor, substituída no Sevilla, mira em novos alvos.

Os clubes silenciam sobre os valores envolvidos.

1 Comentários:

Às 31 de agosto de 2009 09:06 , Blogger Juventude Libertária disse...

O Paris Saint German está tendo problemas com a legislação da França também para poder estampar na camisa seu patrocinador neste mesmo segmento.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial