sábado, 22 de agosto de 2009

O papel do BNDES no futebol

Pelé sugeriu que o BNDES empreste dinheiro para os clubes do Rio.
O Governo federal liberou o BNDES para financiar as arenas da Copa 2014.
O São Paulo quer dinheiro do BNDES. O Inter e o Atlético Paranaense tambem.
O BNDES é um Banco de fomento de natureza pública, mas não é casa de caridade.
Financiar clubes de futebol, em tese seria um empréstimo convencional, com taxas, carências e prazos de pagamento definidos, como qualquer outro empréstimo.
Seria, se os clubes brasileiros não fossem clubes brasileiros.
Quem é o analista de crédito que liberaria milhões a uma instituição de natureza privada, cujos gestores não se responsabilizam pessoalmente pelas dívidas contraídas ?
Na hipotese nada improvável de inadimplencia, o BNDES recuperará esse dinheiro de que forma ?
Executando ? Confiscando bens ? Pedindo falência ?
Emprestar dinheiro público, e os recursos do BNDES são públicos, a clubes de futebol, é absolutamente irresponsável. É correr um risco altíssimo de jogar milhões em recursos, que poderiam ser utilizados em projetos mais consistentes, no ralo.
Que o papel do BNDES nessa historia não seja o de presente.

6 Comentários:

Às 26 de agosto de 2009 21:47 , Blogger Victor A Carvalho disse...

Concordo. Entretanto o dinheiro do BNDES será neessário para a realização da Copa. Caberá ao Banco estabelecer quais serão os critérios para o empréstimo.

De qualquer maneira, emprestar para Atlético-PR, Inter e São Paulo não é a mesma coisa que emprestar pra Flamengo, Atlético-MG ou Bahia. As diferenças entre as gestões dos três primeiros para os três últimos chega a ser bizonha.

 
Às 27 de agosto de 2009 11:37 , Blogger Novas Arenas disse...

Victor, obrigado por prestigiar o blog. Em relação ao BNDES, faço a vc algumas perguntas ? Considerando que o risco de um empréstimo a um clube de futebol brasileiro (seja ele qual for) é muito alto, seria natural que as condições do empréstimo não seriam tão atraentes, certo ? Nesse caso porque não buscar uma linha de crédito junto a um Banco privado ? Porque o ranço de recorrer a recursos públicos ? Continuo com a convicção de que os estadios privados devem receber investimentos privados. Esse é o desafio. Abraço.

 
Às 27 de agosto de 2009 19:35 , Blogger Victor A Carvalho disse...

Concordo. O governo federal poderia muito bem estabelecer condições atrativas (juros mais baixos) para os clubes tomarem dinheiro com os bancos privados e em contrapartida os bancos teriam algum tipo de benefício fiscal ou outrem que os fizessem aceitar a redução dos ganhos com juros e etc.

 
Às 31 de agosto de 2009 09:36 , Blogger Juventude Libertária disse...

Usar dinheiro do BNDES é uma desculpa para não dar dinheiro a fundo perdido.

Entretanto, a principio, os clubes são pessoas juridicas como qualquer outras que poderiam sim receber emprestimos, mas qualquer analista de risco negaria o empréstimo

 
Às 31 de agosto de 2009 09:39 , Blogger Juventude Libertária disse...

Victor,

O Governo subsidiar bancos privados ou emprestar dinheiro subsidiado atraves dos seus bancos, dá na mesma!

O correto seria que a iniciativa privada se virasse sozinha.

Se ela não é capaz de se virar sozinha, então sugiro que o Estado assuma o empreendimento e a sociedade se conscientize que estará arcando com esse custo para assim decidir se aceita ou não

 
Às 2 de setembro de 2009 19:00 , Blogger ACSancheZ disse...

Então me respondam... os doze estádios da Copa deveriam ser públicos? Com dinheiro púbico podemos gastar em estádios R$ 1 Bi, como será feito no Maracanã?

Com relaçao a garantias: o SPFC vem mostrando uma série de números que prova a sustentabilidade do estádio!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial