terça-feira, 27 de maio de 2008

Londres 2012 - O filme

video

Esse é o vídeo institucional da Olimpíada de 2012 em Londres. Muito bem realizado. Vale conferir.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Matéria sobre estádios

A edição de maio da revista Placar traz uma boa matéria sobre os planos de construções e reformas de estádios no Brasil, com vistas a Copa de 2014. Vale a pena ler e perceber como infelizmente existem projetos totalmente fora da realidade e visivelmente eleitoreiros. Parabens ao André Rizek, e obrigado pela oportunidade dada ao blogueiro de opinar. Recomendo.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Mais uma polêmica

Um assunto polêmico provocou debates acalorados na imprensa, na semana que passou. O Botafogo solicitou jogar os clássicos cariocas no estádio Olímpico quando for seu o mando de campo. Até aí nenhuma discussão. As opiniões divergem quando o clube anuncia que reservará apenas 10% da capacidade do estádio para os torcedores adversários. E sobre isso tenho lido e ouvido opiniões que vão do 8 ao 800. Algumas sensatas, outras absolutamente estapafúrdias. Muitos dos que opinam, o fazem de forma rasa, demagógica, e emocional. Normalmente os ingredientes que encontramos em opiniões e ações amadoras, na contra mão perversa do avanço, do profissionalismo e da tão sonhada auto sustentabilidade dos nossos clubes.
No último domingo li algumas declarações do mandatário-mor do esporte no estado do Rio de Janeiro sobre o assunto que me impressionaram. Entre outras pérolas, ele fala em medida "anti-democrática", "excludente", "discriminatória", e que será um opositor ferrenho dessa prática em nossos estádios. Seria compreensível ouvir isso de alguem em cima de um palanque eleitoral, mas de alguem que, apesar dos objetivos políticos, ocupa um cargo ( aliás 2...e isso pode ??? ) que deveria ter por objetivo o fortalecimento dos clubes, das estruturas, e do profissionalismo dos mesmos, não. Mas, infelizmente, desconfio que o fortalecimento economico dos clubes do estado do Rio interessa tanto quanto solucionar a seca do Nordeste. Interessa mais te-los endividados, dependentes das benesses estatais, divididos, e administrados por amadores, tal e qual os administradores estatais. Mas afinal, objetivamente, qual o absurdo de se reservar um percentual reduzido de lugares para os torcedores do clube visitante ? Será que o nobre mandatário conhece a realidade nos países de primeiro mundo ? Ou será que não é o exemplo desses países que precisamos mirar ? Bem, se nosso parâmetro for a Guatemala, o Vietnam ou Moçambique, então não está mais aqui quem falou. Estarrece o fato de que em nenhum momento o assunto é analisado pelo ponto de vista do clube que possui um estádio moderno, portanto bastante explorável, e que precisa maximizar suas receitas tanto quanto de ar para viver. Reservar 90% dos lugares em seu estádio para seus torcedores, nesse caso, significa a possibilidade de vender até 40.000 carnês para toda a temporada de forma antecipada. Significa vender pacotes de camarotes corporativos, oferecendo a atratividade da inclusão dos clássicos regionais. Significa enfim, um aumento de faturamento que só é possível quando se tem um estádio compatível. A isso chamamos potencializar as receitas de uma arena. Simples. Ou não era isso que o estado pretendia ao encontrar um interessado no "elefante branco" Olímpico ? Quer dizer que encontrar um clube que livrasse o estado dos custos de manutenção do estádio foi bom, mas desde que ele produza alguma mágica para conseguir receitas sem ferir os princípios da "democracia esportiva"...
Na verdade, seria bem mais democrático que como mandatário esportivo, tivéssemos gestores esportivos profissionais indicados por clubes e outras entidades esportivas, e não políticos profissionais indicados por acordos partidários.
E vcs, o que pensam ?

quinta-feira, 15 de maio de 2008

O novo lar do Liverpool




Acima, algumas imagens artísticas do que será a futura e bela nova arena do Liverpool


Parece que depois de inúmeras reformulações, o projeto para construção do futuro estádio batizado de Stanley Park vai sair do papel. O projeto inicial do sucessor do mítico Anfield, sofreu críticas em sua concepção, algumas por considerar o estádio de 60.000 lugares muito grande em relação a área.

O certo é que o projeto, aprovado há 4 anos, foi remodelado, e passou a incluir um centro esportivo de lazer, um estacionamento de porte, e um hotel. Agora é esperar se as disputas entre os dois milionários e proprietários majoritários do clube não atrasem mais o início das obras.

sábado, 3 de maio de 2008

Rápidas

Segundo o secretario geral da Interpol, Ronald Noble, nenhuma Olimpíada recente corre mais riscos de atentados do que Pequim 2008, por atos terroristas, ou através de grupos anti-China.

.................................................................

O fechamento do balanço de 2007, primeiro ano de operação do novo Wembley, mostrou um prejuízo de 20 milhões de libras. As razões principais das perdas foram o custo do financiamento de 346 milhões de libras, e o aumento dos custos de segurança, e do staff do estádio. Segundo o chairman Mike Jeffries, o refinanciamento do empréstimo, e o incremento de shows musicais no verão, deverão trazer mais equilíbrio ao balanço deste ano.
Bem, esse é o preço de construir um equipamento de 900 milhões de libras quase que exclusivamente para esporádicos jogos do English Team...

..................................................................

Em 1999, o time de baseball dos Tigers de Detroit fez seu ultimo jogo no lendário Tiger Stadium, inaugurado em Abril de 1912. A DDEC, grupo sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento econômico em Detroit, assinou um contrato para demolir o mítico estádio. O projeto prevê a conservação de uma parte da estrutura que será transformado num centro comunitário e um museu. Segundo a DDEC, o objetivo do projeto é reconstruir o estádio dentro de um mix de revitalização recreativa, comercial, educacional e residencial de um grande trecho do centro de Detroit. Sem choradeira.

.................................................................

Frase da semana: "Eu não me empenhei em conseguir a Olimpíada para ter 3 semanas de esporte. Eu lutei por ela, porque essa foi a única maneira de conseguir bilhões de libras em investimentos não governamentais para revitalizar a região de East End, uma área negligenciada por 30 anos."
Ken Livingstone, ex-prefeito de Londres